7 may. 2014

[Tessalónica, Grécia]: Ataque com Molotov a sede do estalinista KKE

Colamos esta informaçom de ContraInfo:

A 3 de Maio de 2014, às 6:20 da manhã, lançamos um ataque com cocktails Molotov aos escritórios do KKE (“Partido Comunista da Grécia”), situados na rua Socratous, no centro de Tessalónica, e que servem principalmente como gabinetes do eleitorado. O ataque específico foi descrito, por membros do KKE, como de algum desgraçado bastardo.

Desgraçadxs bastardxs som xs que acreditam que um estado operário controlado por elxs, que gostam de chamar a si mesmxs de “liderança revolucionária”, vai eliminar a exploraçom dx humanx pelx humanx.

Quando chamam a KNAT[1] para intervir e suprimir as lutas que eles nom conseguem conduzir ou controlar (porque, infelizmente para eles, em algumhas ocasions, a massa deixa de ser umha massa), quem age cobardemente entom?

Exemplos como o levantamento da Politécnica em 1973, a ocupaçom da Escola de Químicas de Atenas em 1979, a comemoraçom do levantamento da Politécnica em 1998, a revolta de Dezembro de 2008 ou a salvaguarda do edifício do parlamento em 2011 [2] demonstram nom só o seu caráter divisório mas principalmente o medo de que descubram quam apodrecido está o que apoiam.

Para além destes fatos, na nossa vida cotidiana enfrentamos o seu sexismo, homofobia, o poder que eles tentam exercer na mente das crianças, o seu sindicalismo burocrático, até mesmo incidentes de violência em situaçons intrafamiliares, quando algum/ha familiar próximx ou afastadx nom é afiliadx ao KKE, à ala jovem KNE, ao sindicato PAME, à organizaçom estudantil MAS, ou a qualquer outra coisa que possam possuir.

Mesmo assim, insistem em que devemos votar neles. Para nós votar significa submissom. Abstençom das urnas e todos os dias e TODAS AS NOITES nas ruas; e tenham cuidado, estalinistas.

E em relaçom ao termo “desgraçados bastardos” como também em relaçom a muitos outros termos que ocasionalmente tentam fixar ao espaço anarquista, nom se preocupe, chegará o momento em que vamos jogar fora as capuchas e, nesse momento, iremos ter como garantido de que deixem de existir, tam simples como isso.

KNAT = MAT
KKE = Kabrons Kanalhas Excerebrados… [3]

Pelo Caos e pela Anarquia!
_

Notas dxs traductorxs:

[1] ‘KNAT’ é um jogo de palavras muito difundido – vem da junçom da sigla da juventude do KKE, a KNE, com a sigla da polícia antidistúrbios grega, a MAT.

[2] Informaçom relacionada, em inglês, aqui.

[3] Traduçom improvisada de um jogo de palavras com as siglas do partido. No comunicado original em grego: “ΚΚΕ=ΚΟΜΜΑ ΚΑΤΑΚΑΗΜΕΝΩΝ ΕΛΑΦΡΟΜΥΑΛΩΝ”, que significa “KKE = Partido de Miseráveis Imbecis”.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada