6 may. 2014

[Paris] Crónica da manifestaçom anarquista em 1º de maio

Antes de colar esta crónica dos sucessos da manifestaçom anarquista do 1º de maio em Paris, cumpre aclarar certos aspectos do sindicato (CNT) ao que fai referência esta crónica, tildando-o aos seus membros como "burócratas" e/ou "serviço de ordem". A CNT (Confédération Nationale du Travail)fundada em 1946, é umha cissom anarco-sindiocalista do sindicato CGT (Confédération Geral du Travail, formada fundamentalmente por anarquistas e comunistas) á que se juntaram activistas da CNT espanhola no exílio e jovens que participaram na Resistência contra Hitler, e que tomara o seu nome em referência ao seu homólogo espanhol. Depois de várias cissons, o sindicato que mantem estas siglas hoje em dia, asemelha-se ao que vem a ser a CGT espanhola coa que mantem vinculos associativos. Pela contra a CNT-AIT (Confédération nationale du travail - Association internationale des travailleurs) é homologa á CNT espanhola.

Colamos pois esta crónica assinada por "Lafon, laforme?" que recolhemos e traduzimos de ContraInfo:

«Ou, senom, vai explodir!» sobre a manifestaçom libertaria do 1º de maio em Paris.

A tradicional mani libertária do 1º de maio (convocada pela FA*, CNT, CNT-AIT e AL*) desenvolveuse neste ano baixo a chuva e anacos de vidrieiras.

Alguns centos de pessoas participaram e nom tudo se desenvolveu baixo a tranquilidade das consignas emitidas pelos altofalantes dos camións da organizaçom. Ao chegar a um supermercado da cadeia Franprix (de alimentos), várias pessoas entraram a fazer umha expropriaçom, quando o vigiante se interpujo e alguns empregados tentarom baixar a persiana de metal; e como resposta, vários golpes dados com os paus das bandeiras rematarom reventando as cristaleiras. Pouco depois, na mesma rua, duas oficinas bancárias forom atacadas. Entretanto, um RG (membro dos serviços de informaçom policial) coordinador habitual da polícia nas manifestaçons, achegara-se demasiado sendo rejeitado e golpeado. Nesse momento várias pessoas do SO (Serviço de Ordem, que leva a seguridade de cada organizaçom e que a maioria luzia colantes da CNT), as mesmas que já interviram para tratar de acalmar á gente perto dum banco, se interpugerom para proteger ao polícia da RG e evitar que se liara. A isto seguiu umha agarrada na que as pessoas do SO, rabiosas por nom poder controlar tudo quanto acontecia, exigirom que "xs violentxs" marcharam da «sua» manifestaçom.

Mais lá, cae tuda a vidrieira dum Monoprix (outro supermercado) e destroça-se um caixeiro automático do Crédit Lyonnais. Na esquina seguinte os antidisturbios estám amoreados protegendo um outro banco e recebem botelhas e pedras.

Nos altofalantes, um burócrata da CNT anúncia que a sua organizaçom nom quer seguir manifestándose num ambiente de extrema violência nom acordada colectivamente (¡sic!)... A partir deste momento a marcha segue escoltada pola polícia anti-distúrbios e á paisana. Entanto sínte-se a presom policial aumentando, a mani toma umha rua estreita e ve-se bloqueada, tal e como era de esperar. Minutos depois, a polícia deixa continuar a mani com a intençom de deixar passar só algumhas pessoas e cerrar o embudo sobre outras. Há quem se interpom e entom os polícias tiram de gases e porras e arrestam a várias pessoas ao tempo que os tiram contra o cham e som afastados do cordom policial. A escena se repite, quanto menos, outras tres vezes entanto a CNT preocupa-se só dos seus veículos.

Como resultado, quanto menos duas pessoas forom arrestadas e detidas, nom se sabe ainda o por qué.

Ao dia seguinte alguns libertários racharam várias fiestras de bancos e supermercados.

O Serviço de Ordem trabalhou mam com mam com os polícias secretas para "manter a compostura" da manifestaçom.

Solidarizamo-nos com as pessoas arrestadas. O que poide rachar com o ambiente de monotonia nos alegra e a raiba contra este mundo nom se pode conter no percorrido dumha manifestaçom cogestionada entre a polícia e o servço de ordem dos sindicatos.

Solidariedade com x arrestadxs!
Pilhagem, saqueio, sabotagem!
Liberdade para todxs!

Lafon, laforme?


* FA .- Federaçom Anarquista
AL .- Alternativa Libertária

colada x eDu

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada