1 jul. 2013

"El Imundo", A família Cela Seoane, Obama e Mandela

Hoje, luns 1 de julho de 2013, o jornal “El Imundo” fai honra ao seu nome de cabeçeira. Na sua página 17 de “España” lemos o titular: “Un histórico de los GRAPO, libre tras 23 años preso” e segue com o mentiroso subtítulo “Otros dos hermanos de Jesús Cela Seoane acabaron militando en el grupo terrorista”, mas o pior e mais “imundo” é o texto que segue e no que adicam-se a mentir criminalizando ao seu irmão Carlos e com maior inquina e falácias ao posiçonar à sua nai Paquita como ideóloga dos GRAPO e responsável de inculcar-lhes aos seus filhos as ideias polas que os tres irmãos rematarom “militando en las filas de la banda” (sic), isto entre várias e suculentas mentiras e tergiversaçons e com pequenas variaçons entre a ediçom em papel ( que em Compostela reparte-se debalde em bares, universidade, xunta, parlamentinho e demais, agasalhado, graças a quantiosas subvençons, junto o nosso jornal local favorito: o humorístico “El Cortejo Gallego” quem publica também hoje o mesminho panfleto ao igual que outros grandes medios locais que vivem de subvençons) e a ediçom digital (que foi publicado ontem domingo as 13:13 horas) donde figura como informaçom da agência Europa Press segundo fontes “conocedoras de la situación del terrorista gallego” (sic), se bem nada ponhem de que o Suso fica nunha cama de hospital tras ter que ser ingresado na tarde do 23 no Hospital Universitário da Corunha por mor dumha fisura no duodeno que lhe provocou umha leve hemorragia interna; umha doença que já sofria em prisom pero que até agora ainda nom fora correctamente diagnosticada e que se remonta a vários anos atrás, dado que o Suso se passou em total 28 anos preso e durante todos estes anos, ademais dumha deficiente alimentaçom, também participou em numerosas greves de fome, algumhas delas de mais de 50 dias; tampouco nada fala do caluroso recebento com perto de cem pessoas no bar Faluya as 02 horas da madrugada do 22 de junho que acudiram ao chamado urgente do Comité de Solidariedade para recebe-lo e no que durante case duas horas o Suso estivo falando com familiares e amizades, e donde o máis emocionante foi essa primeira aperta de Suso coa sua nai Pepita Seoane e também a do seu irmám Carlos Cela.

Mas, quando se trata de criminalizar, é normal que nom ponham nada desse recebento, e que tampouco falem nada da sua participaçom na manhá desse mesmo sábado 22, dumha homenagem no Cemiterio de Santo Amaro em lembrança aos quatro militantes dos GRAPO assassinados em Girona em 17 de xunho de 1981 e donde ao pé do nicho de Roberto Liñeira, o próprio Suso Cela evocou a figura daquel moço militante comunista e antifascista da primeira fornada de revolucionários da Corunha. E assim foi como, despois de tantos anos de desasistência médica, de ilhamento e dispersom e talvez despois de tantas emoçons juntas, acabou o Susinho entrando polas portas das saturadas Urgências do CHUAC em 23 de junho (quando escrevo isto nom sei se o Suso segue ingresado, mas o que sim sei pola informaçom disponibizada na web do Comité de Solidariedade, que ali seguia na tarde do dia 27, moi bem de ánimo e, como nom pode ser doutro jeito, desejando volver definitivamente á casa).

Seguindo com a notícia de marras (se bem tem pouco de notícia dado que informam da libertaçom do Suso 10 dias depois de ter-se realizado) há umha clara manipulaçom de dados para assim criminalizar a toda a família Cela Seoane (agás ao pai, falecido e que fora membro da Gardia Civil) e assim minte descarada e descarnadamente quando dim que Suso fora posto em liberdade “tras haber cumplido su condena”. Mentira!! Suso foi posto em liberdade quando já levava retido ileGALmente 5 anos graças a aplicaçom da doctrina Parot, dado que Suso tinha que ter saido no ano 2007, que foi quando cumprira íntegra a sua pena.

Mas o pior é quando analisa a “História familiar”:

- “Hasta tres hermanos acabaron militando en las filas de la banda a partir de las ideas que les inculcó su madre, Josefa Seoane Vaz, que es nieta, hija y viuda de guardia civil”. MENTIRA e gorda: Suso e Paco sim chegarom a militar nos GRAPO, se bem hoje em dia Paco está encirrado pola sua militancia comunista no PCE(r), e Carlos (o mais pequeño dos irmãos) permaneceu 10 meses encarcerado em diferentes prisons espanholas, sem provas fundadas, nom por formar parte de nengumha organizaçom armada, senóm por ser membro do SRI (Socorro Rojo Internacional) ou seja por ser solidário com todas as pessoas presas e pola sua ideología comunista.

- “Conocida como 'Pepita', Josefa Seoane es responsable de la Asociación de Familiares y Amigos de Presos Políticos, que se encarga del apoyo a los familiares de los presos de GRAPO. Además, estaba en 'Socorro Rojo Internacional', una organización de apoyo a los presos que se autodenominan 'políticos' y de la cual era responsable su hijo Carlos. (…)

(…) Josefa Seoane es considerada por fuentes de la Guardia Civil consultadas por Europa Press, como "una importante ideóloga" de los GRAPO. Era normal verla en el bar familiar 'Faluya' en la zona del Orzán de A Coruña y donde era frecuente que se reuniesen personas de ideología anarquista e independentista”. MENTIRA, GRANDE MENTIRA!! O Imundo, a agência Europa Press e a Guardia Civil sabem bem que mintem ao tratar de criminalizar a Pepita e mais ao trata-la como importante ideóloga dos GRAPO.

Para quem a conhecemos um pouco, e para quem a conhece melhor “Pepita” é essa nai que quigeramos todos e todas, carinhosa, moi carinhosa e respetuosa com outros jeitos de pensar e activar na vida, amiga de por vida de quem da-lhe um pouco de afeito e por suposto, luitadora e acérrima inimiga dos mentirosos, dos escuros e dos imbéciles que tentam desprestigiar toda luita e solidariedade com as que luitam para fazer deste um mundo melhor.


É sinificativo que a imagem da portada em papel de hoje em “El Imundo” seja a da vissita do hipócrita Obama ao cárcere donde estivo retido Nelson Mandela durante 18 anos. Di o texto que acompanha a foto: “El primer presidente negro de EEUU,(…), Obama dijo estar "conmovido" por el ejemplo de héroes como el”, nada dim, em troques de que, depois de incumprir a sua promesa eleitoral, Obama segue tendo retidas em Guantánamo a 166 pessoas sem juíço e a maioria delas em greve de fome desde fevereiro e sendo várias delas, na altura, atadas a cadeiras e obrigadas a ingerir alimentos e tampouco nada dim que Mandela fora o líder de Umkhonto we Sizwe (Lança da Naçom), o braço armado do Congreso Nacional Africano (CNA) e que fora arrestado por sabotagens e outros cárregos ao estar involucrado no planejamento de actividades de resistência armada e como tal foi considerado um terrorista tanto polas autoridades do régime sudafricano como pola mesma ONU, e fora condenado por tais motivos a cadena perpetua em 1962 tendo permanecido 27 anos seguidos (só um menos que Suso Cela) nos cárceres sudafricanos.

Asdo. eDu

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada