1 jul. 2013

Pretendem explusar a 8 estudantes da USC polos sucessos no Conselho de governo em março em base a um Decreto Franquista

A primeiros de junho publicaramos em Abordaxe a notícia segundo a qual 11 pessoas, a maior parte delas estudantes da USC, foram acusadas de delitos de “desordes públicas, danos e lesons” em relaçom com a protesta contra os recortes na universidade acontecida em 14 de março na Universidade de Compostela (USC) durante umha sessom ordinaria do Conselho de Governo desta Universidade. Agora e através de distintos falsimedios, vimos de saber que 8 pessoas enfrontam-se a expulsom da USC por esses mesmos feitos.

«Os feitos sinalados devem ser considerados como falhas graves a efeitos do estabelecido no artigo 5, apartado a terceira e quinta do Regulamento de Disciplina Académica vigente», um regulamento que data da dictadura franquista. Assim reza a conclusom do instructor do expediente informativo que a USC abrira sobre esses feitos. Xosé Manuel Villanueva Prieto, funcionário da escala técnica superior de administraçom e jefe da área de Qualidade e Melhora dos Procedementos (viva a ironia!! quando ainda ficam em vigor regulamentos fascistas falar de melhora de procedementos!!), quem foi o encarregado de instruir a investigaçom, propom que se abra um expediente disciplinário e segundo o decreto franquista as sançons para as falhas graves som a expulsom temporal ou total, a proibiçom de se examinar de parte ou todas as assinaturas e a perda de direitos de matrícula, a proibiçom dos examens ordinários emn umha ou mais assinaturas, e incluso a perda parcial ou total, já seja temporal ou definitiva, de bolsas, prazas em residências «ou outros benefícios de proteçom escolar» umha sançom que puede ser complementária às anteriores.

Em tudo caso, a tramitaçom deste expediente disciplinário fica em suspense até que haja resoluçom judicial (como digeramos na notícia antérior resenhada declararom como imputados em 21 de junho e ainda nom foi dictada). A USC identificou a oito estudantes a través de fotos, bases de dados e testemunhas, ainda que dim que também há implicadas nom estudantes e alumnxs de programas de intercámbio.

Colado e traduzido de "La Coz"

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada