2 jul. 2014

[São Paulo-Brasil] Lançamento do livro “Trato de Levante” de Bellé Jr.

Em Abordaxe nom soemos dar pulo a convocatórias que "nos pilham tam longe" e rara vez damos publicidade a lançamentos de livros, discos, pinturas ou outras expressons artísticas tangíveis: Quando o fazemos é porque a autora tem um seu aquel com o a luta anarquista que consideramos interesante publicitar no blogue. Mas neste caso, e dado o tom com que o autor dirigiu-se a nós, imos fazer umha dessas singulares excepçons e acedemos á petiçom do Bellé Jr, que colamos junto a este video do Convite do Lançamento:


Bom dia.

Peço licença antes de invadir sua caixa de entrada, venho divulgar o lançamento do livro “Trato de Levante”, que ocorre no dia 06 de julho em São Paulo, no Espaço Cultural Puxadinho Da Praça (Rua Belmiro Braga, 216 - Vila Madalena), a partir das 16h30. Talvez interesse ao Abordaxe por se tratar de um livro essencialmente anarquista, talvez interesse a você como leitor. Isso já seria muito bacana.

A publicação é da editora Patuá, que vem se destacando ao investir em novos nomes da poesia contemporânea. Quatro de seus títulos estão entre os finalistas do Prêmio Portugal Telecom 2014.

“Trato de Levante” é uma obra de poesia narrativa, sua história carrega uma emergência pornográfica e um forte apelo libertário. Apaixonada e profundamente sulamericana, a obra conta dos dias que sucederam a revolução social, estalada em 2013 junto às jornadas de junho. No sudoeste do Paraná elas culminaram na vitória sangrenta dos rebeldes e na instauração de um território livre: o Quilombo. Após o Levante, há um mundo a ser reerguido, uma realidade a ser inventada. É quando uma poeta negra, viajante de espírito livre, desembarca dentro das fronteiras insurgentes. Chama-se Valentina e traz consigo, na mochila, outra revolução imprescindível, outro levante inédito e inadiável. Ela vem atrás de recrutas.
..

O livro foi iniciado no Brasil e finalizado nos Estados Unidos. Em São Paulo, a maior parte das poesias-guia foi escrita. Apesar de se tratar de poesia narrativa, de uma história com começo, meio e fim, há também versos soltos e independentes, versos estes que guiam o desenrolar do enredo.

Na segunda metade de 2013, Bellé foi aceito em duas residências artísticas: Yaddo Art Colony e Art Farm Nebraska. Durante quatro meses, permaneceu isolado entre os jardins de Saratoga Springs e o deserto verde da pequena Marquette. Lá escreveu toda a voz feminina presente no livro, rearranjou a relação de seu homônimo, de seu xará com a protagonista Valentina, até o livro conhecer seu desfecho.
..

Duas dessas poesias tornaram-se músicas. A mais explícita delas, “Escombro” foi rebatizada pelo cearense Daniel Groove e tornou-se “Teu Homem”. Foi gravada no estúdio Cambuci Roots e produzida por João Vasconcelos. O mesmo com “O tempo das horas”, composta pelo paraense Saulo Duarte, música oriunda dos esfumaçados versos de “Um beque a dois”.
..
Outras duas poesias do Trato de Levante tornaram-se roteiro para o curta-metragem “O poente orgasmo de Valentina”, do diretor Alexandre Paschoalini, a ser lançando em agosto de 2014.
..

Bellé Jr., 29, é poeta nascido em Francisco Beltrão, sudoeste do Paraná. Foi criado entre Curitiba e os Campos Gerais, mas acabou radicado em São Paulo, onde vive há sete anos. Em 2010 publicou de forma independente o primeiro livro de poesias, O Sonhador Que Colhe Berinjelas na Terra das Flores Murchas. Sua terceira edição esgotou durante a Feira Plana 2, mas a versão digital segue gratuita. É também jornalista, autor do livro reportagem “Balaclavas & Os Profetas do Caos” (Livro Novo).
.

Links
- Para download PDF completo do livro

- Para comprar o livro

- Site do livro "Trato de Levante"

- Site da Editora Patuá

- Site do Autor e Mais trabalhos

Muito obrigado pela atenção,

Bellé Jr.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada