16 may. 2014

[Turquia] A quinta-feira foi marcada por novos protestos contra o governo

Colamos esta informaçom recebeda na nossa caixa de correios de ANA

A morte de 283 pessoas após a explosom numha mina de carvom na cidade de Soma, no oeste da Turquia, causou, ontem (15 de maio), umha ampla greve geral, concentraçons, passeatas e manifestaçons contra o governo em diversas cidades do país. Houve confrontos entre manifestantes e forças antidistúrbios em diferentes actos.

A divulgaçom da foto de arriba que mostra um assessor do primeiro-ministro Recep Erdogan agredindo um manifestante aumentou ainda mais a revolta popular. A imagem mostra Yusuf Yerkel, vice-chefe de gabinete do primeiro-ministro, chutando um manifestante na última quarta em Soma. O chute aconteceu quando o comboio de Edorgan foi atacado por familiares das víctimas.

Izmir, a terceira maior cidade turca, concentrou as maiores manifestaçons. Milhares de pessoas foram às ruas contra o governo. A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e canhons de água e gás para dispersar a multitude. Em Soma, familiares dos mineiros e manifestantes protestaram próximo do local do accidente.

Em Istambul, manifestantes tentaram protestar na Praça Taskim, palco de protestos contra o governo no ano passado, mas foram barrados pela polícia. Na capital Ankara, milhares de pessoas participaram dumha passeata. Ainda houve manifestaçons em Bursa, Antalya, Diyarbakir, dentre outras cidades turcas.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada