12 may. 2014

[EEUU] Relato da manifestaçom anti-polícia em Phoenix, Arizona.- “FODA-SE A POLÍCIA”

Colamos esta crónica assinada por "Um anarquista nos vales" sobre a manifa anti-policia celebrada em 28 de abril como protesto pela presência nessa cidade da Conferência Policial Internacional; Crónica, facilitada e traduzida pela ANA, publicada na web anarchistnews:

Ao redor das 18h, camaradas iniciaram a convergir na Rua 3 e Van Buren, no Centro de Phoenix, para a Conferência Policial Internacional [realizada de 27 a 29 de abril de 2014], sediada no hotel Sheraton. Do outro lado da rua, anarquistas desfraldaram umha faixa rubro-negra com os seguintes dizeres: “Phoenix, Oakland, Cairo, Grécia. Todo o mundo diz “FODA-SE A POLÍCIA” e atravessaram a rua. Nos momentos iniciais, as pessoas socializaram, gritaram contra a polícia, e as actividades típicas que ocorrem em um protesto até que os megafones chegassem.

A Cruz Negra Anarquista de Phoenix estava lá para fornecer suas informaçons sobre potenciais prisons no evento da noite, e sobre eventos durante a semana. Próximo ao pôr-do-sol, começamos a marchar, indo e voltando ao redor da entrada do hotel, tentando encontrar umha entrada no edifício. Fomos rapidamente perseguidos pelos Detectives do Departamento de Polícia Phoenix “Esquadrom Vermelho”, por bastardos em motocicletas, e pela segurança do hotel.

Os bastardos ergueram barricadas mais cedo no dia e era óbvio que nom conseguiríamos entrar, entom continuamos marchando, entoando variaçons de “Foda-se a Polícia”, e realizamos um rápido comício onde declaramos solidariedade ao IRA, Manifestantes do Grande Júri em Seattle, e Mineiros Grevistas na África do Sul. Isso foi feito porque as altas patentes da Polícia no Norte da Irlanda, a Polícia Sul-Africana, e a Polícia de Seattle estavam todas no hotel.

A noite caiu, e decidimos marchar para a praça do Shopping logo, em frente do Sheraton, onde causamos tumulto e fomos um espetáculo para o espectadores. Assim que retornamos ao hotel, decidimos perturbar o jantar de nossos inimigos de classe acionando o alarme nos megafones, e dando início a uma manifestaçom barulhenta para os burgueses que jantavam no extravagante restaurante no primeiro piso. Fomos bem-sucedidos, visto que muitas pessoas no interior do restaurante ficaram desconfortáveis, e voltaram sua atençom diretamente para nós, ao invés de prestar atençom em seu jantar, ou seja lá por quais motivos estavam lá reunidos. Cantamos sobre luta de classes, e provocaçons gerais contra a polícia e contra os patrons. Entom marchamos ao redor da entrada, e dispersamos em outra marcha em que expressamos solidariedade com nosso camarada capturado, Josh Daniels.

De maneira geral, nos sentimos bem sobre o protesto. Foi barulhento e perturbador ao menos em relaçom a algumhas das actividades usuais do dia, e estamos felizes de ter enfrentado inimigos de classe, mesmo que nom tenhamos conseguido ficar cara a cara com os chefes de polícia em si. Também estamos contentes pela oportunidade de expressar solidariedade internacional com camaradas ao redor da terra, de modo tangível. Procuramos ver mais camaradas nas ruas para o 1º de Maio no Parque do Espaço Cívico, e gostaríamos de usar este dia para expressar solidariedade com nosso camarada, Josh Daniels. Quando gritamos contra os bastardos de Phoenix, gritamos por você.

Vida Longa à Anarquia!

Foda-se a Polícia!


Um anarquista nos vales.

Segunda-feira, 28 de abril de 2014

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada