14 feb. 2014

Nós-UP amosa a sua preocupaçom pela implicaçom de carregos do BNG na Pokemon e fala da reacionária teoria de que "todos som iguais", promovida polo sistema.

Venho de lêr em DiárioLiberdade o Comunicado que tirou ontem a Direçom Nacional de NÓS-UP perante os preocupantes novos dados da Operaçom Pokémon que salpicam o BNG, e na que tildam de reacionários a quem declara que "todos som iguais"; teoria que vimos defendendo desde o anarquismo desde já há muitos anos.

Eu, como assinante de vários artículos nos que fago esta comparativa para referir-me aos partidos políticos que aspiram a governar ao povo pela via representativa "democrática" (é dizer fazer o que lhes pete umha vez eleitxs), podo entender certas atitudes e declaraçons de quem está doente por participar nesse jogo e para e-lo precisa de coaligar-se com um dos partidos (ou coaligaçons, pois na altura já me despreocupei por saber o que vem a ser o BNG) dos que se descobreu que estám implicados também nas tramas da Operaçom Pokemon.

Neste paradoxo, compreendo que desde Nós-UP tentem disimular os graves feitos cometidos pola ex-edil do BNG de Compostela, Socorro Garcia Conde, quem é sinalada na trama por ter recebido presentes por parte da empresa Vendex (o mesminho que os do PP e PSOE), falando de-lo com estas palavras: "embora seja umha irregularidade menor se comparada com o resto dos argüidos". Pero porqué é menor?? Isso sim que nom o entendo. Os agasalhos que recebeu Socorro e nom rexeitou, eram de menor custe que os que receberom os carguinhos de PP e PSOE?? Que dados tenhem e que a mim se me escapam para poder dizer que a sua é umha "irregularidade menor"?? Ou é que para Nós-UP é imprescindível fazer-lhes as beiras ao BNG e por isso o seu ponto de vista nom é tam objectivo como deviera. Como se come que até há umha semana para Nós-UP todo o que saia á luz pública ao respeito da Pokemon era chicha para pôr a feder a PP e PSOE, e quando cae umha concelheira do BNG tiram de comunicado para minusvalorar essa informaçom e tildar de reacionária teoria a de que "todos som iguais", e mesmo dizer que tal teoria é "promovida polo sistema, para assim avançar na aplicaçom da doutrina do shock que desmobilize e paralise a luita obreira, nacional e popular".

Para mais "inri", se para os cárregos do PP e do PSOE implicados, Nós-UP nom para de exiger dimisons imediatas, porque é que ao BNG limita-se a "solicitar que depure". Umha dupla vara de medir para inimigos e amigos nom fai mais crível a sua versom de que o do BNG é umha "irregularidade menor".

Só para concluir, esta comunicaçom da Direçom Nacional de NÓS-UP o que me leva a berrar é "TODOS SOM IGUAIS" e que me tildem de reacionário.

eDu

2 comentarios:

  1. Rectificación
    Nós-UP remitiu despois un comunicado rectificando a nota anterior:

    http://www.galiciaconfidencial.com/nova/17677.html

    "Perante o comunicado emitido no dia de ontem pola nossa Direçom Nacional ao respeito dos novos dados da "Operaçom Pokémon" queremos manifestar o seguinte: 1.- Que a ex-vereadora do BNG Socorro Garcia Conde vinculada à trama corrupta no sumário nom aparece como imputada. 2.- Reconhecemos publicamente o nosso erro e já procedimos a retirar o comunicado do nosso sítio web e das nossas redes sociais. 3.- Queremos solicitar, por tanto, desculpas públicas à própria implicada e ao BNG e assim lho trasmitiremos à sua Executiva Nacional. Direçom Nacional de NÓS-Unidade Popular 14 de fevereiro de 2014"

    ResponderEliminar
  2. A ex concelleira do BNG Socorro García acaba de saír ao paso das informacións que a vinculan coa percepción dun agasallo por parte do Grupo Vendex. Así, nunha carta remitida a GC, destaca que, efectivamente, recibiu un presente, pero que non identiticou a orixe.

    http://www.galiciaconfidencial.com/nova/17686.html

    ResponderEliminar