13 sept. 2013

Papo-rúvio

Colamos do blogue "De volta para Loureda" da Rede de Apoio a Carlos Calvo:

Di umha lenda galega que foi o papo-rúvio quem trouxo desde o sol o lume para os homes e mulheres da terra, para que se aqueçam e se cuidem. Por isso tem o peito rúvio, ao queimar-se durante a viagem com as faíscas.

Também às prisions chegam papo-rúvios levar o sol da alegria.

A todos eles, que lhes levam aos presos todo o sol e todo o calor.


(Obrigad@s ao companheiro de Carlos en Topas, autor deste desenho pintado em madeira sobre teia, e a Carlos, por este presente)

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada