7 may. 2013

[Grécia] 5 anarquistas arrestados em Atenas em 30 de abril

Informaçom recabada de ContraInfo, que traduzimos e colamos:

Desde fevereiro —tras a imposiçom de prisom preventiva aos 4 anarquistas que assumiram a responsabilidade polo duplo atraco em Velventos, perto de Kozani no norte de Grécia (ver notícia e comunicados neste mesmo blogue: aqui, acá e acolá)— emitirom-se ordes de arresto contra dous prófugos sospeitosos, Fivos Harisis-Poulos e Argyris Ntalios.

Em 30 de abril, cinco pessoas forom detidas na zona de Nea Filadelfia, Atenas. Entre elas, Fivos e Argyris, quem já ficam encarcerados nas prisions de Koridallos.

Informam solidárixs que, em 3 de maio Fivos e Argyris Ntalios tiverom umha audiência preliminar nos julgados de Evelpidon em Atenas, enfrontándo-se a cárregos como membros de organizaçom criminal com o objectivo de cometer atraco, falsificaçom e resistência ao arresto.

Mais tarde, solidárixs informariam que, entre as pessoas arrestadas, está Dimitris Hadjivasiliadis, anarquista arrestado a mediados de fevereiro de 2011 num control aleatório da polícia em Atenas. Dimitris estivera em prisom preventiva durante 10 meses por “posessom de armas com intençom de subministrar”, segundo a lei antiterrorista grega, sem nengum tipo de prova substancial. Tras esses 10 meses, Dimitris fora liberado baixo fiança em dezembro de 2011.

Durante a sua qustódia na chefatura de polícia de Atenas, Dimitris desafiou aos gardahumans e foi forzado a estar em pê durante 12 horas com as suas mãos algemadas as 24 horas do dia, mesmo na cela. Só conseguiu por-se em contacto com a advogada em 2 de maio, quando ao dia seguinte o compa também tinha a audiência preliminar, com frívolos cárregos na sua contra. Entretanto tanto, Dimitris declarou-se em greve de fame e sede em resposta às condiçons da sua detençom e exigindo a sua libertaçom imediata, que rematou despois de tres dias ao ser libertado.

Os outros dois compas arrestados nesse dia, Yannis Naxakis e Grigoris Sarafoudis seguem encarcerados tras novas ordes judiciais, à espera de novos interrogatórios em Larisa.

Seguiremos informando

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada