11 sept. 2012

Novidades repressivas na Itália: Registros em Ravenna e translado de prissom para Passamani

Segundo informaçons recolhidas da web Contra Info soubemos do incremento da escalada repressiva na Itália com novos registros domiciliários de compas anarquistas (de momento sem ter-se registrado novas detençons) e do translado de Massimo Passamani ao módulo de máxima seguridade do cárcere de Alessandria. Em "Leer más" damos conta destes sucessos e do comunicado de Federico Buono “Compulsivo“, um dos compas investigados nestas operaçons repressivas com nomes rocambolescos.

Contam as compas de Contra Info que o luns, 3 de setembro, souberam do translado de Massimo Passamani (detido na Operaçom Ixodidea como já contaramos neste blogue) à secçom de Alta Seguridade 2 (AS2) do cárcere de Alessandria, onde tenhem aos presos anarquistas separados do resto da povoaçom reclusa. Se queredes escrever-lhe (recordamos que Massimo entende o castelám) este é o seu novo endereço:
Massimo Passamani
Carcere San Michele strada Casale 50/A
15122 Alessandria
Italia
......................................................................

Além, contam as compas que, em 1 de setembro, a fiscalia de Bolonia deu o seu contributo às maniobras repressivas que, durante os meses estivais, venhem golpeando ao “movimento” anarquista na Itália. Assim a primeira hora da manhã, registraram-se várias casas anunciando a 13 companheiros e companheiras a sua inclusom entre xs investigadxs pola nova operaçom, nesta ocasiom com o nome de “Thor”, que pretende culpabiliza-lxs em base aos artículos 110 (asociaçom ilícita), 112 (agravantes), e 270 bis (asociaçom subversiva). Em quanto às acçons que motivarom tais registros, estaria os ataques a um caixeiro automático a martelaços, a umha filial de Unicredit, a coches empresariais de ENI (empresa energética) e de CMC (constructora), a veículos de lujo como todoterrenos e limusinas, e tudo elo, segundo os inquisidores, estaria constituido arredor do grupo “Ravenna AUT” com a finalidade de subvertir a ordem democrática. Até o momento, nom houvo arrestos.

Comunicado de Federico Buono “Compulsivo“, investigado pola operaçom “Thor”:

Em 1 de setembro soubem de que me indagam com o 270bis numha operaçom chamada “Thor” sobre os atentados perpetrados em Ravenna.

Até o de agora – como com a operaçom “Ousadia/Ardire”, num princípio nom me encirrarom e ninguém notificou-me nengum ato.

O caminho dará-me um sinal

A todas as minhas afins de sangue e a quem atenta atuando de forma anti-jurídica e amoral, declaro

Um nom recorrido reivindicativo e negador de cada parabola Ope Legis.

Assim mesmo, proponho umha superaçom de toda solidariedade de caridade cristiá com a acçom nihilista egoísta como se di no texto “Infierno Personal”.

Reivindico-me responsável de meu mesmo indivíduo como reivindicador dum caminho que exalta o meu Eu!

E dou a minha afinidade nos atentados perpetrados por indivíduos sublimes em Ravenna -e a quem destrue a cotidianidade imposta- destruindo as regras e dinámicas da ordem social aniquilando todo código moral e de conducta cara a sociedade humana.

Dou a minha afinidade egoísta a todas as formas de guerrilha informal como a dos indivíduos singulares que se reivindicam específicamente (dando umha especificidade à sua singularidade) com umha sigla ou acrónimo!

Adiante com o nihilismo destruitor!

Federico Buono “Compulsivo“

"O ataque nihilista nom conhece límites que cicatricem a própria vivência, e na busca contínua dum movimento voluntário que -no intre elegido- negue o direito -chocando com a autoridade superior à lei- com o ciudadá legalmente reconhecido- e com quem elija a jurisprudencia como forma mentis na defensa ética da sua redençom".


IL CODICE DELLA CHIAVE ORDINE


Notícias recolhidas e traduzidas por Edu

No hay comentarios:

Publicar un comentario