19 may. 2014

[Grécia] : Seguem as respostas antifascistas á campanha eleitoral neonazista de Mencer Dourado

Duas som as notícias que nos chegam de ANA e que nos falam de respostas populares á presência de elementos neonazistas Mencer Dourado, a maioria foráneos a estes lugares; nesta ocasióm recolhemos as acçons de resposta nas cidades de Pilos e Arta:

Na primeira dam conta de que na cidade de Pilos, no sudoeste de Peloponeso, foram feitas várias pintadas antifascistas nas paredes que foram antes emporcalhadas com slogans fascistas e os nomes dos candidatos para as eleiçons municipais e europeias do partido neonazista Mencer Dourado. A acçom ocorreu após a realizaçom nesta cidade dumha concentraçom eleitoral neonazista. A seguir, o texto do Comunicado no que se fai umha moi interesante reflexiom sobre este "episódio", e sobre como o circo eleitoral neonazista foi engendrado pelos grandes partidos gregos, Nova Democracia e Pasok (ou o que o mesmo nestes lares: PP, PSOE), do que convém tomar nota.

Nós, cidadás, trabalhadorxs gregxs e imigrantes, agricultorxs, professorxs, estudantes e alunxs de Pilos, Mesenia, nos informamos com tristeza da chegada em nossa cidade de deputados do circo ambulante da gangue fascista Mencer Dourado, no sábado, 10 de maio de 2014.

Na concentraçom que realizaram a duras penas participaram 100 pessoas, a maioria delas "importadas" de outras cidades, com o fim de criar a imagem de umha multitude e um "mar de gente". Com a exceçom de alguns casos isolados de simpatizantes locais, a maioria dos quais aplaudiam eram desconhecidos para nós.

A maioria das pessoas que assistiram este triste espetáculo desde os cafés e outros estabelecimentos se comportou de forma hostil ou com algumha perplexidade. No entanto, nom houve reacçom significativa contra a concentraçom dos neonazistas, já que a maioria das pessoas nom está familiarizada com esse tipo de evento e situaçom.

Na era dos assassinos, nom há necessidade de usar muitas palavras. Como nom há desculpa para os que votam ou apoiam um bando de assassinos covardes e paramilitares. Mencer Dourado é a organizaçom dos milicos, dos valentons do submundo da noite, dos protectores dos armadores, dos banqueiros, da venda do país para os investidores estrangeiros. Por razons aparentemente comunicativas, este infeliz circo decidiu lançar sua campanha eleitoral desde Pilos, Mesenia, a cidade natal do primeiro-ministro Antonis Samarás.

Sabemos que o ovo da serpente nazista nom se alimentou sozinho. Foi engendrado nos dois grandes partidos, Nova Democracia e Pasok, com a condiçom de impunidade que tem oferecido aos neonazistas durante muito tempo. Esta gangue funciona como o braço comprido do sistema, como um espantalho na frente de estudantes, sindicatos, trabalhadorxs e elementos radicais da sociedade que se oponhem as políticas governamentais. Som as mesmas facçons políticas que levaram o povo grego ao desespero e à miséria, com a aprovaçom e implementaçom dos memorandos de austeridade homicidas, com as medidas de austeridade extremas e com o desemprego.

Os sermons de ódio, o delírio nacional, o afám nacionalista dos neonazistas, a choradeira no Parlamento, nom som objectos de controvérsias políticas, mas de tratamento terapêutico em um hospital psiquiátrico. No entanto, o componente democrático dos habitantes de Pilos se oporá as prácticas e ideologias que submergiram a Grécia e Europa em um mar de sangue, tomando umha posiçom clara. Os deputados e seus poucos simpatizantes som pessoas indesejadas em Pilos e nos povoados que circundam a cidade. Mencer Dourado é indesejada nesta regiom.

Nom passarám.

........................
A segunda notícia fálanos de que na última quarta-feira, 14 de maio, foi realizada na cidade de Arta, no noroeste da Grécia, umha concentraçom e marcha antifascista, em resposta à apariçom dum grupo neonazista no centro da cidade. A seguir, o texto da Coalizom Antifascista de Arta publicado em seu site:

Por ocasiom da apariçom no centro da cidade de Arta do circo neonazista Mencer Dourado (uns dez fascistas estrangeiros e seis de Arta), assim como da detençom dumha activista social pela chamada Unidade de Prevençom e Repressom do Crime da Polícia Grega na cidade de Ioánnina, foi convocada umha concentraçom e umha marcha para a noite, na praça principal de San Demetrio.

Aproximadamente 150 antifascistas e antirracistas se reuniram e marcharam pelo centro da cidade em resposta aos desejos e planos dos neonazistas e os que os apoiam e protegem. Gritando slogans antifascistas, deixamos bem claro que em nossa cidade nom há espaço para o veneno racista e neonazista conhecido pelo nome de Mencer Dourado.

Também fazemos saber aos "frutos" locais do Mencer Dourado, que alguns nom esquecem os mortos nem perdoam os partidários de Hitler e de todos os dictadores que lhes provocaram. Os mortos, exilados e torturados pelos batalhons de segurança e da polícia. Nom nos esquecemos de Pavlos Fyssas, de Lucman e de muitxs outrxs imigrantes e luitadorxs esfaqueados covardemente pelos fascistas do Mencer Dourado. Nom esquecemos a colaboraçom e a cumplicidade com o Poder, os patrons e a Polícia. Os quadrilheiros misantropos, como o deputado neonazista Búkuras, nom poderám se refugiar em nengum lugar desta cidade. Suas saudaçons e estandartes nazistas podem ser feitos e levantados dentro de seus orifícios.

Eles também devem saber: os fascistas que têm medo de se exporem ao lado dos outros cinco ou seis ridículos e psicóticos do autodenominado Núcleo de Arta, que nom som nem invisíveis nem anônimos.

Nem em Arta ou em qualquer outro lugar. Esmagar os fascistas nas cidades e povoados.

Nom há liberdade para os inimigos da liberdade!!
.
....................................................

Notícia introducida x eDu e facilitadas pela ANA- Agência de Notícias Anarquistas

Ps: A foto de arriba da notícia é dumha intervençom antifascista realizada em Pilos, num muro que antes fora pintado com lemas e símbolos fascistas. A segunda foto é umha faixa em Arta, a lenda di: Nunca mais fascismo

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada