8 may. 2014

[EUA] Actualizaçons sobre Casey Brezik, anarquista sentenciado a 12 anos de prisom por tentativa de assassinato ao governador de Missouri

Reproduzimos esta informaçom publicada na web da Cruz Negra Anarquista de Kansas City (Kansas City ABC) que nos enviarom traduzida pela web brasileira Anarcopunk.org e que nós, ampliamos com a informaçom recolhida de VivalaAnarquía. Com elo queremos colabourar para pôr ao dia a situaçom deste preso anarquista, dado que, como sinalam desde Kansas City ABC, receberam tardiamente a informaçom de que Casey Brezik fora sentenciado, há quase um ano atrás, a 12 anos de prisom efectiva. Agora ele, pode e quere, receber correspondência, e diz que ficará contente com cartas, informaçones e livros. Damos pulo a informaçom:

Casey Brezik, como dezimos no cabeçalho desta notícia, é um anarquista condenado por acçom criminal armada, ao tentar assassinar ao governador de Missouri, Jay Nixon, durante umha palestra deste na universidade de Kansas City, o Metropolitan Community College-Penn Valley, e também condenado polo mesmo delito por cortar-lhe a gorxa ao Decano da faculdade quando este interviu para frustrar o ataque ao governador (Nixon cancelara a raiz disto a sua palestra).

Em fevereiro de 2011, o Estado declarara que estava incapacitado para enfrontar um juízo, ao qualifica-lo como insano e as suas acçons como nom compreendidas, e encirrou-no numha instituiçom mental, o que significava que via-se na obriga de permanecer encirrado nessa instituiçom mental por tempo indefinido e sem possibilidade de fiança nem de juízo até que o estado o declarara cordo (1). Casey entom pedira saber da Corte se este era o seu jeito de prolongar o seu encarceramento por tempo indefinido sem dar-lhe nengumha possibilidade de libertaçom. Até que em junhio de 2013 foi levado a juízo e condenado a 12 anos de prisom por cada um dos tres cargos – dois por acçom criminal armada e um por assalto– e a 7 anos por um segundo cargo de assalto; se bem todas as sentências serám ejecutadas de jeito simultáneo. Casey fica agora encirrado no Jefferson City Correctional Center, que está a uns 9 kilómetros do edifício estatal do Capitólio.

Numha sua carta datada em 15 de setembro de 2013, Casey lamenta a falta de cartas, mas di entender que isto é um feito da vida na prisom. “Todxs do lado de fora tem seus afazeres e podem nom ter tempo para se comunicar conosco”.

Casey solicita cartas, notícias e livros, e mesmo pediu por títulos específicos que serám grandes presentes. Ele tem interesse numha assinatura do Industrial Worker da IWW; “The Accumulation of Freedom”: “Writings on Anarchist Economics”; “Black Flame: The Revolutionary Class Politics of Anarchism and Syndicalism”; e “Don’t Leave Your Friends Behind: Concrete Ways to Support Families in Social Justice Movements and Communities”.

Casey termina sua carta com umha nota sobre o estado controlado de leitura de materiais e seus efeitos, dizendo: “existem muitos companheiros aqui que nom tem acesso a meios de informaçom radical”.

Para escrever para ele:

Casey Brezik
#1154765
Jefferson City Correctional Center
8200 No More Victims Rd
Jefferson City, MO 65101 – EUA

(1) As “Instituiçons de Saude Mental” nos EEUU som umha forma especialmente horrível de cárcere, umha das maneiras mais concretas e extremas das que tira o Estado para tratar de ilhar aos indivíduos que actuam e vivem em contra da ordem social. Querem que nos esquezamos dxs nossxs compas entanto estám encirradxs, ou quanto menos que gardemos silêncio com respeito a elxs, e que começemos a crêr que realmente nom temos nada em comum com elxs devido ao diagnóstico que os médicos enfermos do Estado decidem otorgar-lhes.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada