8 abr. 2014

[Canadá] Declaraçom da prisioneira anarquista Nyki Kish sobre a recente negaçom de sua apelaçom

Damos pulo a esta informaçom facilitada por agência de notícias anarquistas - ANA

Nicole Kish é umha prisioneira anarquista e activista pela aboliçom das prisons, cumprindo prisom perpétua por um assassinato que ela nom cometeu. Nyki foi acusada e condenada pelo esfaqueamento de Rob Hammond, um executivo de marketing pornô na internet, sem quaisquer evidências físicas e mesmo após diversas testemunhas oculares confirmarem sua história. A polícia “perdeu” os vídeos de duas câmeras de vigilância que capturaram a briga. Agora Nyki se encontra na prisom de Ontário. E sua apelaçom foi negada.

Umha mensagem de Nyki!

Entom o sistema é mais corrupto e débil do que eu mesma acreditava. Eu acreditava na apelaçom que acabei de perder. Acreditei desde o dia em que fui acusada que em algum lugar do sistema algum dos tantos pares de olhos que o componhem veria o que estava acontecendo e daria um basta. E agora, na última noite, me vi acordada desejando ser realmente culpada como eles dizem, por mais terrível que pareça, porque assim eu poderia pelo menos entender. Mas entom deixei minhas lágrimas e parei de desejar algo tám terrível. É terrível que a violência que irrompeu em Queen St. West naquela noite tenha levado um homem a ser esfaqueado e morto. Mas eu tenho dormido nos últimos 7 anos desde que isso aconteceu, sabendo que nom foram minhas mans que feriram alguém.

Há um homem que está livre hoje que talvez nom durma tam bem. E também existem oficiais de polícia que talvez nom durmam tam bem. E juízes. E eu te conto que quando instituiçons inteiras, em cada nível de suas funçons, lhe dizem que você fez algo de novo e de novo, você começa a se sentir louca por saber o contrário.

Eu perdi o contacto no último ano com o apoio que tenho no mundo, com as pessoas que conheço e que se importam com o feito de que nom matei Ross Hammond.

Em meu frenético estado no meu aniversário de 2007, nom havia percebido que ninguém mais se machucou além de mim. Eu gritei e gritei para que os policiais viessem e fiquei furiosa com eles quando vieram e me disseram que eu nom era sua prioridade. Mas eu chamei pela polícia, nom corri naquela noite, nom tinha razom para isso. Nunca falei sobre aquela noite novamente. Desde entom este sistema tem me dito nom por isso ou aquilo dia após dia. Mas agora nom tenho razom para ficar calada. Nom restam caminhos ou seguranças no sistema para se agarrar. Eu enfrentei a realidade de que estou sistematicamente abandonada.

Mas nom estou abandonada em seus coraçons... mas tem sido muito difícil para mim ver isso tardiamente. O CSC trabalha muito duro para me dissociar de você. E o caminho mais fácil seria aceitar esta agenda e mentir, fingindo que sou culpada. Mas nom posso fazer isso, porque nom esfaqueei ninguém, e nem sabia que alguém seria esfaqueado. E nada será feito para ninguém se mentir para tentar a liberdade condicional. Assim como nada está sendo feito deixando-se a verdade daquela noite nom contada, ou por um sistema que se mantém complacente com estas práticas errôneas e prejudiciais, que priorizam condenaçons e casos fechados para compreender a verdade.

Para Ian Nordheimer, Gray Giroux, todos os soberanos e agora a corte de apelaçons, a vergonha. Minha família e eu, e também algumhas pessoas realmente maravilhosas que nos apoiam agora tem de trabalhar por isso. E iremos. Isto eu sei em meu coraçom. E me sinto abençoada, grata e segura por saber disso.

.............

Me desculpem por nom responder a todas as cartas carinhosas e amáveis que recebo, e sinto muito por deixar pessoas lutarem por mim do lado de fora sem lutar ao lado de vocês aqui. Eu perdi minha esperança, mas a encontrei novamente e nom vou deixá-la ir embora de novo. Vou usar minha voz novamente, para falar nom apenas por mim, mas contra todo o estado insano das instituiçons de Lei e Justiça. Nom existe igualdade ou justiça nelas.

Obrigada pelo amor contínuo e pelo apoio de todas as pessoas aí fora que se importam com a verdade, que se importam comigo, ou que simplesmente se importam com pessoas que estám fazendo a coisa certa. Eu darei meu melhor para fazer o certo mesmo daqui. E isto se inicia acabando com o silêncio que deixei surgir.

Muito amor e solidariedade.

Nyki Kish

A nai de Nyki actualiza um site em apoio a ela: http://www.freenyki.org.

Traduçom Anarcopunk.org

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada