13 dic. 2013

A vingança das crianças

Agora que já estamos imersas na propaganda comercial do consumo do natal (mesmo um mês antes da data), também é tempo já de começar a dar a nossa contra-partida e assim vos oferecemos (por gentileça da Agência de Notícias Anarquistas-ANA) este folheto distribuído em São Paulo no final da década de 80, durante um acto antinatalino-consumo no centro da cidade:

Neste fim de ano eu gostaria que ninguém perdoasse ninguém a menos que merecesse.

Neste fim de ano eu gostaria que ninguém sentasse à mesa com alguém que nom gostasse.

Neste fim de ano eu gostaria que ninguém presenteasse ninguém com presentes artificiais.

Eu realmente gostaria que este clima falso nom estivesse pesando sob as mentes das pessoas que nom se deixam enganar por momentos tramados e passageiros.

Este fim de ano eu gostaria que as crianças sequestrassem Papa Noel e o espancassem. Depois libertassem as renas do julgo desse capitalista. E que lhes enviassem umha carta bomba, caso ele consiga fugir, quem sabe libertado por aqueles malditos duendes que se deixam escravizar pelo tirano Noel.

Gostaria que seu saco de presentes capitalistas, que corrompe a mente ingênua das crianças, fosse roubado por “crianças de rua” e que os presentes, productos de furto, fossem distribuídos polas favelas deste mundo.

Basta apenas querer enxergar para ver quantas cifras se escondem por detrás daquela pança e daquela barba de maldito bom velhinho risonho.

Ari Soares

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada