6 nov. 2013

Membros da ultradireita espanhola esnaquizam o despacho do advogado da Fundaçom Galega contra a Impunidade do Franquismo

Segundo informaçom da prensa canalha, na madrugada do domingo á segunda feira, um grupo de desconhecidos accedeu ao despacho ubicado na rua Mestre Mateo de Vigo e provocou destroços e deixou pintadas ameaçantes de claro contido espanholista e de extrema-direita como "Viva el Fascio" ou "Tortura al Rojo" . Nom era um bufete qualquer, senom que pertence a Gustavo García, jurista da secretaria da Fundaçom Galega contra a Impunidade, que participa na querela argentina contra o franquismo.

Ainda vissivelmente alterado e em meio dum caos de livros, quadros, móveis, documentos..., García censurava na tarde da 2ª feira o sucesso: "Isto mesmo se passava nos anos 70 quando umha livraria amossava um libro de Machado".

Chama a atençom a gram violência do ataque, no que se chegou a acoitelar quadros e fotografias e mesmo a deitar excrementos sobre o cham e documentos.Como apontam alguns comentarista na rede: "A policía estará a perseguir estes grupos e pessoas tam violentas , antidemocráticas e Nazionalistas EspaÑois nom?" ou "Nom sei se comentou algo o senhor Juárez sobre este ataque terrorista. Estou impaciente por escuitar a condena do PP em todas as Instituiçons".

eDu

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada