20 mar. 2013

[Ponteareas] A fugida do PP polas janelas ante o protesto dxs afectadxs polas preferentes

Ponteareas viveu ontem umha jornada esperpéntica no que respeita ao sentido da democracia na que dim que vivemos. O alcalde do PP, Salvador González Solla, e a sua camarilha, para evitar que se celebrara um pleno no que poideram expressar-se livremente as pessoas afectadas polo roubo das "preferentes" (umhas 800 pessoas deste concelho), decidiu que o aforo da sala de plenos nom dava para tanto e deu ordem de fechar as suas portas deixando fora ao resto de concelheiros e concelheiras da oposiçom formada por PSOE, BNG e os ultrasdireitistas ACIP (escissom do PP), quem levam tempo planejando umha moçom de censura tripartita, ao igual que muita cidadania (entre activistas das preferentes e das APAS convocadas em protesto pola suba do preço do comedor escolar aprovada pola Junta) sob a escusa de que o aforo estava completo. Dizer que no momento do feche das portas resultou ferido o jefe da polícia local ao caer tras topar com umha maceta.

Mas ainda assim, nom foram quem de impedir que duzias de estafad@s polo calote das preferentes, que já entraram, exigiram ao grupo de governo que xs apoiasem de jeito firme e decidido, mesmo prantando cara ás direçons autonómica e estatal do partido (ao igual que figerom em Oia), e a resposta do regidor popular, foi acusar ao vozeiro d@s estafad@s de nom estar afectado polo calote das participaçons preferentes, além de dizer-lhe despectivamente que era "um sindicalista", o que nom ajudou a calmar os ánimos, e foi quando formou-se umha revolta e as afectadas começarom a tocar trompetas e chifres e a berrar lemas contra os edis com o que o alcalde decidiu suspender o pleno e dar ordem de despeje da sala à polícia municipal, entanto ele e os seus refugiavam-se na oficina da Alcaldia.

Dado que fora seguiam concentradas o resto das pessoas afectadas polas preferentes e as APAS e que as portas do Concelho seguiam fechas, a camarilha do PP optou por abandonar o edifício pola parte de atrás, saltando por umha fiestra.

Todo um ejercício de democracia!!

Notícia redactada por Edu em base ao publicado em diversos medios

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada