24 jun. 2011

Actualizaçom sobre as compas animalistas detidas

Resumo extraido dos sitios de Igualdad Animal e Equanimal.

As doze compas passarom a sua primeira noite detidas e desde lá denunciarom que as mantiveram ailhadas e incomunicadas. A polícia levou-lhes de comer pam com fiame e auga, o que claramente é um insulto e umha vengança contra as compas que som veganas, elas nom receberom nada e exigirom receber comida vegana.

Daniel Dorado, o advogado das compas informou que as detidas atopam-se incomunicadas, que lhes denegaram a dieta vegana e algumhas declararom-se em greve de fame.

Ontem joves forom transladadas por separado a declarar ante o juiz, ainda que ficaram algumhas sem declarar até hoje venres 24.

Tres das detidas pedem que os seus nomes nom sejam defundidos, mas este é o listado de compas detidas que SÍ estám de acordo com que se defundam os seus nomes: Eladio Ferreira, Olaia Freiría, David Herrero, Sara Lago, José Ramón Mallén, Javier Moreno, Sharon Núñez, Eneko Pérez e Jose Valle.

Jose Valle, Sharon Núñez e David Herrero, detidas em Madrid, forom transladadas a declarar ante o juiz na noite do joves 23 em Compostela. Ao seu término informarom que se atopam em greve de fame, e que se acolheram ao direito de nom declarar. Logo passaram a disposiçom judicial. O motivo da greve de fame debe-se a que exigem a sua libertaçom imediata e umha alimentaçom vegana.

Este é a sua mensagem enviada a través do advogado:

“Estamos bem. Isto é um claro ataque às organizaçons antiespecistas e ao trabalho de investigaçom que revela os horrores da exploraçom animal.”

José Ramón Mallén, um dos activistas detidos, também enviou a sua mensagem:

“Quem estamos dentro estamos resistindo. Quatro das activistas detidas em A Corunha já estám em greve de fame, a quem nom estamos em greve dam-nos bocatas de leituga e tomate. Tentam-nos repremir, e é evidente que o activismo que levamos a cabo quem estamos presos, nom é o tipo de activismo polo qual se nos está reprimindo. Trata-se dumha montagem policial. Desde dentro fazemos todo quanto podemos. Nechttp://www.blogger.com/img/blank.gifessitamos que vos unades, que protestedes, que organicedes manifestaçons pedindo a nossa liberdade. Estám tentando acabar com o nosso movimento. Demonstrémos-lhes desde dentro e desde fora que nom poderám”

Em várias cidades do estado espanhol realizarom-se ontem joves manifestaçons em apoio às detidas, assim como também em cidades como Toronto, Milano, Bruselas, Santiago de Chile, Praga, New York, Washington DC, San Francisco, Lima, Buenos Aires, London, Varsovia.

Colado e traduzido de http://liberaciontotal.lahaine.org/

1 comentario:

  1. No seguinte vídeo (http://www.youtube.com/watch?v=ps__onLyNxg), subido por servidor no youtube, aparece unha reportaxe emitida pola canle Telecircense ou Telecirco, no cal entre outras xoias como que o FLA é unha "organización perfectamente estructurada" (seica...), afirman tamén que na páxina web de éste (cal delas?) hai un tutorial no cal explican paso por paso como fabricar explosivos caseiros.

    OLLO Ó DATO porque cando din iso, as imaxes (que ademáis, aparecen pouco mais dun par de segundiños escasos, non sexa que se note demasiado a trangallada) o único que amosan é o seguinte: www.nodo50.org/la_revuelta/texto-Bombas%20de%20pintura.htm

    Un tutorial onde explican como facer simples bombillas recheas de pintura. Isto son explosivos caseiros?, daquela para Telecinco a rapazada que pinta graffiti que son, unha célula de Al-Qaeda?, eu cada día flipo mais jajajaja xa non sei se rir ou chorar...

    EMBUSTEIRXS, LUME A TELECINCO, LUME ÁS PELETEIRAS
    ACTIVISTAS DETIDXS Á RÚA!!

    ResponderEliminar