17 sept. 2014

[Madrid] Moradores do bairro de Tetuán voltam a protestar contra a presença de neonazistas

Arredor de 1000 pessoas participaram neste domingo (14 de setembro), às 18 horas, de uma concentração convocada pelos moradores do bairro madrilenho de Tetuán na Plaza de las Palomas, com o objetivo de protestar contra a presença de um grupo neonazista em um edifício ocupado no número 13 da rua Juan de Olías.
 
Várias unidades da UIP da Polícia Nacional estiveram presentes no local na hora da concentração e realizaram inúmeras intervenções aos participantes do ato, por outro lado dificultaram os acessos para a rua Juan de Olías onde se encontra o imóvel ocupado pelo grupo de extrema-direita, atitude que muitos dos presentes interpretaram como "um posicionamento que favorece os nazistas". Além disso, alguns policiais que estavam resguardando o prédio ocupado estabeleceram uma conversa com alguns dos seus ocupantes.
 
Ao grito de "Queremos um bairro mestiço e solidário”, os moradores de Tetuán mostravam sua rejeição pela presença deste grupo cujo nascimento coincidiu com a perpetração de ataques a população imigrante, muito numerosa nesta região. Eles exigem que as administrações resolvam o que consideram um grave problema de segurança.
 
O grupo de ideologia fascista mostrou desde o edifício bandeiras nacionais e uma faixa que dizia "Stop racismo antiespañol" misturando de forma confusa questões de raça e território. Eles também proferiram insultos e ameaças a moradores e profissionais da mídia que vieram cobrir o protesto.

Traduçao pela Agência de Notícias Anarquistas-ANA

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada