10 mar. 2010

Amadeu Casellas é libertado depois de 24 anos preso

Amadeu Casellas Ramon foi libertado nesta terça-feira, martes 9 de março, ao meio-dia, o anarquista , depois de passar 24 anos preso.

O diretor da prisom de Girona unificou os expedientes do antigo código penal e do novo e, umha vez feito os cálculos de penas, concluiu que Casellas já tinha cumprido oito anos de carcere que nom lhe correspondiam. Há muito tempo que Casellas e suas achegadas denunciaram esta situaçom, mas os responsáveis pela Justiça e centro penitenciários espanhóis "sempre tinham recusado" tal demanda.

Amadeu Casellas desfruta das suas primeiras horas de liberdade 'moi animado' pero com sequelas da greve de fome

Amadeu terá que fazer umha revisom de saude porque arrastra 'sequelas' da greve de fome que figera durante mais de 80 dias e que provocarom-lhe, entroutros, 'perda de sensibilidade nas pernas'. Assim explicou-no a sua advogada, Maite Hernández, quem assegura que um amigo de Casellas ofertou-lhe um trabalho e que éste manifestou-lhe que tinha 'muitas ganas de sair' da prisom e de 'nom volver entrar'. Há que lembrar que Amadeu ainda tem duas causas pendentes que ainda estám na fase de instruiçom, umha por um presunto delito de injurias quando escreveu uns comunicados enviados por Internet e umha outro por umha montagem na que o inculpam de tentar entrar droga na prisom.

Além, Hernández, explicou que Casellas saiu depois de que se lhe abonaram o cumprimento de penas preventivas, o que venhem a ser os dias de estância na prisom que cumprira antes da celebraçom do juizo e posterior condena. Assim até agora se lhe abonarom um total de 1.745 dias.

A última condena a Casellas fora por um atraco numha oficina da Caixa Penedès em 29 de novembro de 2006 durante um permiso penitenciário. O julgado do penal de Manresa condenara-o a umha pena de quatro anos e méio de prisom que se sumarom às sentências pendentes. Na altura, Amadeu Casellas se conformara com a solicitude da fiscalia a cambeo de se beneficiar dumha reduçom do total da sua condena e também aceptara pagar umha indemnizaçom de 81 euros à Caixa Penedès pola cantidade roubada porque os 400 euros restantes que se levara da acçom já foram recuperados por los mossos d'esquadra no momento da sua detençom.

No hay comentarios:

Publicar un comentario